Carregando... Aguarde...

Newsletter


Pedro Mico - Uma Lição de Malandragem - Livro Ipojuca Fontes

Preço:
30.00 R$
Entrega:
Calcular ao finalizar
Quantidade:


Descrição do produto

[LIVRO] Roteiro: Pedro Mico - 1985

Título: Pedro Mico - Uma Lição de Malandragem
Autor: Ipojuca Pontes
Editora: Rocco - RJ, 1985
Edição: Primeira
Páginas: 115
Estado: Bem Conservado
ILUSTRADO
















INFO:
Roteiro de Ipojuca Pontes extraído da peça de Antônio Callado. Premiado pela Embrafilme no Concurso Nacional de Roteiro.

Filme: Pedro Mico - 1985


Adaptação da obra de Antônio Callado.



INFO:
Antônio Callado lançou "Pedro Mico" em 1957, e esta é uma das mais importantes de suas obras. Peça em um ato, cuja ação transcorre em uma favela do Rio de Janeiro nos anos 50.
Pedro é um negro que tem a fama de ser muito bom na arte de enganar a polícia, que o busca por crimes de roubo. Sua grande agilidade em escalar prédios altos é a razão pela qual os jornalistas lhe deram o nome de Mico. Para essas ocasiões ele tem sempre uma corda ao alcance da mão. Pedro não sabe ler e, como quer estar informado sobre o que aparece nos jornais, sobretudo na seção policial, para inteirar-se se e como falam dele, resolve seu problema com ajuda de mulheres que sabem ler e que lêem para ele as principais notícias. A peça apresenta uma cena entre ele e sua mais recente conquista, a prostituta Aparecida, a quem pede que lhe leia os jornais do dia, como uma espécie de prova ou condição para que continuem a relação amorosa. Aparecida faz isso muito bem, mas o encontro de trabalho e amor é interrompido pela ciumenta Melize, vizinha de Pedro Mico no Morro da Catacumba, onde vivem e onde transcorre a ação. Melize não sabe ler, mas está tentando aprender para ver se conquista Pedro, por quem tem uma grande paixão. Seu irmão, Zemelio, é admirador de Pedro e o avisa que a polícia está vindo apanhá-lo.
Aparecida havia contado a Pedro a história de Zumbi, o escravo, líder do quilombo de Palmares. Esse quilombo existiu no Brasil entre 1630 e 1695 na Serra da Barriga, hoje região de Alagoas, estado do nordeste brasileiro de onde provém Aparecida. Zumbi se matou quando a polícia venceu a resistência dos quilombolas e ia prendê-lo. Matou-se jogando-se num abismo e se transformou no herói mítico para os negros e para o movimento negro.
Na peça de Callado, quando chega a polícia, para prender Pedro, Melize e Aparecida saem para tentar detê-la, ganhando tempo. Quando voltam, a janela aberta e uma roupa de Pedro pendurada em uma árvore levam a pensar que ele se houvesse matado, imitando o gesto desesperado de Zumbi. A polícia desce para buscar o cadáver e as mulheres ficam chorando. De repente, reaparece Pedro na janela, pois tudo havia sido um de seus truques. Enquanto a polícia o busca lá em baixo do morro, ele escapa com Aparecida. No horizonte fica a possibilidade de que um dia Pedro volte para guiar a conquista da cidade pelos negros da favela, tal qual um Zumbi redivivo. É o sonho de Aparecida que tenta vendê-lo a Pedro: “Você já pensou, Pedro, se a turma de todos os morros combinasse para fazer uma descida dessa no mesmo dia?... Tu já pensou, Pedro?”, pergunta Aparecida no final, que se fecha com a resposta enigmática de Pedro: “Não. Mas vou pensar”...
Devido ao seu sucesso, foi adaptada em 1985 para o cinema, tendo o Pelé como seu protagonista.

Adicionar na lista de favoritos

Clique no botão abaixo para adicioná-lo Pedro Mico - Uma Lição de Malandragem - Livro Ipojuca Fontes para sua lista de favoritos.

Você visualizou recentemente...